7 de julho de 2011

Desabafo!

.

"Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. 
Comigo são sempre virgulas, aspas, reticências… 
eu vou gostando…eu vou cuidando, eu vou desculpando,
eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, 
eu vou… 
e continuo indo, 
assim, 
desse jeito, 
sem virar páginas,
sem colocar pontos…" 

Caio F. Abreu -










Será
que
por 
amor
tudo
é 
válido?

4 comentários:

Gizelle disse...

Quando por amor,tudo é válido.
Talvez se não valeu a pena,não fosse amor.
O importante é se sentir feliz.Felicidade é só questão de ser.

Cris . disse...

Caio Fala no fundo da minha alma. Fico mais feliz, qdo leio algo dele.
não, desconfio que qdo tudo é valido ali não haja amor !


Te abraço Daya,
e nem me pergunte o pq do 'Daya', tbm não sei . rs


.-.

Mi ma disse...

Caio tem um dom terrível com as palavras. Você tem com os olhares.

Tava com saudade disso aqui.

Beijo menina bunita bordada de flor.

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Segure o bisturi-palavra.


Passemos à incisão sob os bordos da ferida provocada pela Definitividade. Aquela. A que nos põe fim às esperanças.


Passe levemente sobre o pensamento até abrí-lo por inteiro. Agora, deixe voar os pontos finais cedendo lugar às reticências. E aguenta! A maneira como suportamos o vazio, é o que determina se merecemos que ele se encha.

rs...

Um abraço cirúrgico.
Desses de cortar o coração.